Qualidade da semente: Saiba como acompanhar

sementes armazenadas

Acompanhar a qualidade da semente é apenas uma das tarefas diárias dos produtores de semente. Quando o produtor vende as sementes o controle de qualidade passa a ser responsabilidade da revenda ou do agricultor.

Para fazer o controle de qualidade é preciso realizar alguns processos de acompanhamento, assim como, armazena-la corretamente.

É importante que o agricultor identifique a qualidade da semente no momento da compra. Desse modo, é possível aprender como acompanhar a qualidade dela até o momento do plantio.

Como saber a qualidade da semente que comprei?

Como mencionamos o agricultor precisa saber a qualidade do produto adquirido para em seguida acompanhar a evolução da qualidade.
Para te ajudar trouxemos algumas informações importantes para que você observe no momento da compra. De modo geral você precisa verificar os indicadores de qualidade da semente, são eles:

Germinação

Você precisa procurar na embalagem ou perguntar ao produtor qual é a porcentagem de germinação da semente.
Logo, se identificar na embalagem das sementes 85% de germinação, quer dizer que de cada 100 sementes, 85 delas vão germinar. Consequentemente, as outras 15 sementes podem ser improdutivas, então quanto mais alta for à porcentagem de germinação, maior será a qualidade da semente.

Pureza

sementes de milho

Nesse caso você precisa observar qual é o grau de pureza do volume da embalagem. Pois, em alguns casos, é possível existir resto de materiais como, por exemplo, outro tipo de semente ou de insumos.
Você pode encontrar na embalagem um grau de pureza de 99%, por exemplo. Desse modo, significa que de cada 100 gramas de sementes daquela embalagem, 99 gramas são do tipo de semente que escolheu.
Enquanto 1 grama é de materiais estranhos, ou seja, tudo aquilo que não é a semente que escolheu. Então, uma semente de qualidade é a que possui maior grau de pureza, sendo que para cada cultura existem limites de tolerância estabelecidos pelo MAPA.

Viabilidade

Por mais que as sementes estejam vivas nem todas são capazes de germinar. Por isso, os produtores informam a porcentagem de viabilidade de sementes vivas que são capazes de germinar.
A viabilidade pode variar de um lote para o outro. Então, procure essa porcentagem com o seu fornecedor e escolha um em que a maioria das sementes tenha a possibilidade de germinar.

Vigor

Além de saber a porcentagem de germinação e a viabilidade é preciso identificar o vigor das sementes. Esse fator indica que as sementes que comprou irão germinar de forma rápida, assim como, terão plantas fortes e que irão se estabelecer uniformemente.
Saiba que as plantas vigorosas são mais resistentes em relação aos contratempos ambientais como, por exemplo, seca, baixa fertilidade do solo e outros.

Sanidade

A sanidade é um indicador muito importante e que você deve observar com calma, pois, indica a ausência de doenças e pragas na semente.
Sementes com pragas e/ou doentes além de não germinarem, pode comprometer toda a sua lavoura.
Portanto, certifique-se de que não há presença de bactérias, fungos e pragas.

Enfim, muitas pessoas têm a tendência de escolher sementes mais baratas para reduzir os custos com a produção. Entretanto, pode correr os riscos de comprar sementes de má qualidade, claro que você pode encontrar sementes baratas de qualidade.
Por isso, verifique as informações acima para ter certeza de que está comprando sementes de qualidade independente do preço.

Testes realizados para acompanhar a qualidade da semente

As sementeiras realizam diversos testes para analisar os indicadores que mencionamos, logo, os principais testes são:

  • Tetrazólio: esse teste é realizado em laboratório e analisa o vigor e a viabilidade.
  • Envelhecimento acelerado: nele, expõe-se a semente a um estresse de temperatura antes de fazê-lo germinar.
  • Teste de Germinação: pode ser feito em rolo de papel ou em canteiro, mas o oficial perante o MAPA é o primeiro.

Qual teste o agricultor pode realizar para acompanhar a qualidade da semente?

De acordo com a assessora técnica da ABRASS (Associação Brasileira dos Produtores de Sementes de Soja) Adriana Del Isola: “apenas um profissional certificado, com curso de amostrador pode retirar a amostra de semente do lote para realizar os testes”. Essa instrução não vale apenas para sementes de soja, ou seja, apenas profissionais certificados podem realizar testes de controle de qualidade das sementes.

Contudo, existem algumas práticas simples que você pode realizar, e assim, verificar a qualidade do produto adquirido. A mais recomendável é levar uma amostra representativa do lote ou lotes recebidos, e levá-lo para analisar num laboratório de sementes credenciado na sua região e que seja da sua confiança.

Vale ressaltar que, de acordo com a lei vigente você tem até 30 dias após o recebimento das sementes, para abrir qualquer tipo de reclamação.

Além de realizar o teste de germinação no laboratório, deve-se observar com frequência as principais características da semente, ou seja, se existe alguma mudança em sua aparência.

Portanto, verifique se não há ruptura de tegumento, sementes quebradas e deterioração devido à umidade.
O armazenamento precisa ser adequado para cada tipo de semente, pois, de nada adianta comprar sementes de qualidade se não forem armazenadas de maneira correta. Logo, você também precisa ter cuidado com o transporte, manuseio e com os danos mecânicos que podem interferir na qualidade da semente que comprou.

Compre sementes apenas de empresas e/ou profissionais certificados para não correr o risco de adquirir sementes piratas. Na plataforma da CONECTA Sementes todo agricultor pode se cadastrar, então, compre, venda e troque sementes com a nossa rede.

Entre em contato conosco para mais informações de como acompanhar a qualidade da semente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *