Teste de germinação: Como ele pode indicar o potencial de um lote

milho nascendo

Você sabe o que é teste de germinação e como pode influenciar a sua lavoura? 

Com tantas mudanças acontecendo no campo da agricultura dos últimos anos para cá, é natural que algumas tecnologias ainda não tenham chegado até você. Mas o fato, é que alguns trabalhos relacionados à essa área tecnológica, pode influenciar, e muito, a qualidade do produto final.

Nesse sentido, um teste de germinação se torna capaz de identificar se um lote é viável para ser comercializado como semente, ou não.

O resultado que você espera para a sua lavoura

A germinação é um dos elementos mais importantes no que se diz respeito à plantação, sendo, na verdade, o início de todo o processo.

Nesse caso, é possível afirmar que, se tendo uma ótima qualidade de germinação, se pode também, esperar resultados muito interessantes, como veremos à frente.

Mas no que consiste um teste de germinação? 

Um teste de germinação, nada mais é do que um processo que  condiciona a semente em um ambiente controlado e ótimo para que a semente entre no processo de germinação. Esse teste tem a capacidade de identificar a qualificação do lote.

Em outros termos, é possível saber o quanto de um determinado lote irá efetivamente germinar na sua lavoura.

E como funciona o teste de germinação?

germinação

Muito se especula sobre como de fato é o funcionamento do teste de germinação. 

Mas, em termos simples, é possível compreender como ele funciona. 

O ministério da agricultura, pecuária e abastecimento, regularizado através de um documento chamado RAS (Regra de análises de Sementes)  e credencia laboratórios de semente para que sigam os padrão de testes indicado neste documento, onde o teste de germinação é um dos mais importantes. Cada cultura segue um protocolo, e se torna necessário que haja uma amostra de sementes representativa ao tamanho do lote e também que siga a regulamentação do MAPA.

Em laboratório, ocorrem então, simulações climáticas bem como, da qualidade do solo. Nesse caso, o principal objetivo é simular que a semente se desenvolva em condições favoráveis, sendo possível, identificar, inclusive, os lotes que apresentam problemas de germinação.

O resultado, diz respeito à uma determinada porcentagem de germinação que se desenvolveram de maneira adequada.

E quando maior esse número, melhor aquele lote se saiu no teste.

Quais os tipos de substratos utilizados no teste de germinação?

No que diz respeito ao teste de germinação padrão é possível identificar a possibilidade de uso de três tipo de substratos:

  • Papel – comumente utilizado 
  • Areia – Comumente utilizado 
  • Solo – pouco utilizado

Isso porque em testes realizados em laboratório, é muito comum que o mais utilizado sejam estes dois primeiros itens da lista. Mas é preciso evidenciar que a escolha do tipo de substrato irá depender de alguns fatores tais como:

  • Qual o tipo de exigência que a própria semente tem para a sua germinação;
  • Tamanho da semente;
  • Quantidade de água necessária para a sua germinação adequada;
  • O quanto de luminosidade ela irá requerer.

Assim, é preciso considerar também que, o teste de germinação em areia requer a utilização de grãos completamente uniformes. Além disso, é de suma importância que a areia esteja livre de qualquer tipo de contaminação, pois, caso contrário, ela será capaz de também contaminar a semente.

Além disso, o teste de germinação com areia se torna um pouco mais complexo pois tem exigências como:

  • Semeá-las de forma que a profundidade fique padronizada.
  • Controlar a umidade a fim de evitar danos durante a embebição do tegumento
  • Controle de temperatura do ambiente 

Por isso, a escolha por teste padrão de germinação com papel se torna muito maior.

Qual a finalidade do teste de germinação?

Existem muitas vantagens em se solicitar um teste de germinação de sementes por lote. Mas o principal motivo é que, colocada nas condições certas, se possa analisar se a semente manterá seu vigor até o final. 

Quais são as vantagens desse tipo de teste?

Como já foi dito anteriormente, solicitar teste de germinação por lote possui inúmeras vantagens, sendo elas:

Capacidade de identificação da qualidade da semente 

Vários são os fatores que podem influenciar na qualidade da semente sendo eles:

  • Umidade do local de armazenagem da sementes 
  • Isolamento da Lavoura 
  • Deficiência hídrica 
  • Época de colheita 
  • Danos mecânicos 
  • Armazenamento 
  • Tratamento fitossanitário 

Nesse caso, ao optar por um teste de germinação, será possível saber se o lote da semente foi desenvolvido nestas condições.

Menos prejuízo para a sua lavoura 

Todos anos, milhares de agricultores enfrentam problemas de germinação em lotes de sementes e isso causam um prejuízo considerável.

Mas, ao adotar esse tipo de teste, é possível analisar se o lote será realmente capaz de estabelecer a população ideal de plantas necessárias para que a lavoura atinja o máximo potencial produtivo. E, caso o teste indique que o lote não tem a qualidade esperada, se torna possível pensar em outras alternativas e até a substituição do lote. 

Mais lucros 

E não é só nos prejuízos que você precisa estar atento, mas também nos lucros que, certamente serão maiores se você tiver uma boa previsão de como será a qualidade do seu lote de semente. 

Melhores formas de planejamento 

Através do teste de germinação, também é possível realizar um bom planejamento, com base nos lucros que aquela safra pode trazer. Assim, você poderá visualizar diferentes cenários com base em uma análise confiável que lhe garantirá uma boa previsão do que irá acontecer com sua safra.

Sua lavoura com mais qualidade 

Qualidade da emergência da lavoura é o que todo agricultor espera após ter realizado o plantio. E com essa teste, você poderá garantir uma germinação uniforme, segura e uma lavoura com maior potencial produtivo.

Ademais, o apontamento de deficiências na semente permite melhores estratégias para o plantio.

Vale a pena investir em teste de germinação?

Atualmente, o mundo passa por diferentes transformações, fomentadas pelo uso da tecnologia e expansão da ciência. Nesse contexto, todas as áreas tem se beneficiado com estes recursos, inclusive a área da agricultura.

Por isso, cabe ao agricultor contar com estas ferramentas que garantirão safras com menos perdas e maiores produtividades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *