Secagem de sementes

Processo de secagem de sementes: saiba mais sobre a importância desse processo, como fazer e porque ele é feito.

No texto de hoje vou mostrar mais para você sobre o processo de secagem das sementes.

Para isso, vamos ver mais sobre a importância desse processo na produção de sementes.

Por que fazer a secagem de sementes?

O processo de secagem de sementes muitas vezes é necessário para manter o poder germinativo e vigor das sementes armazenadas.

Isso acontece porque as sementes que foram colhidas no campo podem ter um teor de água mais alto do que o ideal para poder armazená-la com segurança.

O alto teor de água na semente pode afetar diversos processos como:

  • qualidade das sementes durante o armazenamento;
  • dificuldade nas operações de beneficiamento;
  • redução da eficácia das máquinas durante o beneficiamento.

Quais as vantagens do processo de secagem de sementes?

Dentre as principais vantagens podemos citar:

  • auxilia a garantir a qualidade da semente produzida;
  • permite colheitas antecipadas;
  • evita danos no campo por alteração das condições climáticas;
  • evita danos por insetos e microrganismos no campo;
  • reduz o teor de água, isso faz com que reduza o ataque de microrganismos e insetos;
  • com a redução do teor de água também diminui a taxa de deterioração da semente no armazenamento.

Por que reduzir o teor de água na semente para armazenamento?

O teor de água na semente vai determinar o nível de atividade metabólica.

Sabendo disso, pode-se relacionar o teor de água com alguns processo como:

  • teor de água na semente maior que 40 a 60%: ocorre germinação (protusão da plântula);
  • intensa respiração das sementes pode provocar “aquecimento”;
  • altas temperaturas e teor de água: morte das sementes;
  • se o aquecimento for muito alto pode haver combustão da massa;
  • teor de água de 12 a 14% e de 18 a 20%: ainda há um pouco de respiração ativa nas sementes, o que pode levar a perda de vigor e reduzir a germinação.

Essas condições inadequadas de teor de água nas sementes durante o armazenamento acabam favorecendo os fungos e microrganismos.

Qual o teor de água para armazenamento das sementes?

Para um armazenamento com segurança, o teor de água da semente deve ficar entre 8 e 9%.

Nessa faixa, a atividade dos insetos que atuam como pragas de armazenamento, é reduzida.

Caso as sementes sejam armazenadas em embalagens à prova de umidade por longo tempo, o teor de água delas deve ficar entre 4 e 8%. Isso reduz o processo de deterioração.

Para entender mais sobre isso, você precisa saber que a semente armazenada vai atingir um equilíbrio higroscópico.

O que é equilíbrio higroscópico da semente?

A primeira coisa que devemos saber é que as sementes são altamente higroscópicas, ou seja, elas perdem e ganham água, estando em um processo dinâmico com o ar.

Para isso, temos que entender melhor o que é a umidade relativa do ar.

Umidade relativa do ar (UR): valor que expressa a quantidade de água realmente existente no ar, relacionada com a quantidade de água total que poderia ser retida, a uma dada temperatura.

Exemplo: se a UR for de 50%, isso significa que o ar contém 50% da quantidade máxima de vapor de água que poderia reter naquela temperatura.

Veja que sempre refere-se a temperatura. Ao aumentar a temperatura, aumenta-se a capacidade de retenção de vapor de água pelo ar.

Por isso, a UR diminui com o aumento da temperatura.

Assim, temos o ponto de equilíbrio higroscópico, ou seja, o teor de água de uma semente, a uma dada temperatura e em equilíbrio com a UR.

Veja que o teor de água na semente depende então da temperatura e da UR do ar.

Na tabela abaixo você consegue ver o teor de água nas sementes de algumas culturas, quando esta se encontra armazenada a 25°C, em diferentes umidades relativas do ar.

Teor de água de sementes em equilíbrio com alguns valores de umidade relativa do ar, em ambiente de aproximadamente 25°C.

Espécies

Umidade relativa do ar (%)

15

30 45 60 75 90 100

Cevada

6,0

8,4 10,0 12,1 14,4 19,5 26,8
Milho 6,4 8,4 10,5 12,9 14,8 19,1

23,8

Milho-pipoca 6,8 8,5 9,8 12,2 13,6 18,3

23,0

Aveia 5,7

8,0

9,6

11,8

13,8

18,5

24,1

Centeio

7,0

8,7 10,5 12,2 14,8 20,6

26,7

Sorgo

6,4

8,6 10,5 12,0 15,2 18,8 21,9

Trigo

6,6

8,5 10,5 11,5 14,1 19,3

26,6

Linho 4,4 5,6 6,3 7,9 10,0

15,2

21,4

Amendoim 2,6

4,2

5,6

7,2 9,8

13,0

Soja

4,3

6,5 7,4 9,3 13,1

18,8

Feijão

5,6

7,7 9,2 11,1 14,5

Fonte: Harrington, citado por Toledo (1969). Retirado de Carvalho e Nakagawa (2012).

Observe pela tabela que a composição química das sementes também interfere no teor de água na semente.

Veja que com 45% de UR, as sementes das gramíneas e cereais apresentam aproximadamente 10% de água. Isso ocorre devido à sua composição rica em amido e com pouco óleo.

Já, o grupo de sementes ricas em óleo (amendoim e soja), apresenta teor de água em torno de 5 a 6%, quando a UR está em 45%.

Teor de água de equilíbrio de sementes de algumas espécies sob várias condições de umidade relativa do ar e temperatura do ar (T).

Espécie

T (°C) Umidade relativa do ar (%)

30

40 50 60 70 80

90

Milho

18

9,0 10,3 11,6 13,0 14,6 16,6 19,5

24

8,5 9,8 11,1 12,5 14,1 16,1

19,1

30

7,9 9,3 10,6 12,0 13,6 15,6

18,7

Soja

18

5,7 7,4 9,1 10,8 12,8 15,3 19,0

24

5,3 7,1 8,8 10,6 12,6 15,1

18,8

30 5,0 6,8 8,5 10,3 12,3 14,8

18,6

Feijão

18

8,6 10,0 11,4 12,9 14,5 16,6 19,8

24

8,4 9,8 11,2 12,7 14,4 16,5

19,6

30 8,2 9,7 11,1 12,5 14,2 16,3

19,5

Sorgo

18

9,3 10,5 11,6 12,8 14,2 15,9 18,5
24 9,1 10,3 11,4 12,6 14,0 15,7

18,3

30 8,9 10,1 11,2 12,4 13,8 15,5

18,2

Fonte: ASAE (1980). Retirado de Carvalho e Nakagawa (2012).

Como é o processo de secagem das sementes?

O processo de secagem das sementes ocorre em duas fases:

  1. Transferência de água da superfície das sementes para o ar:
  • ocorre evaporação;
  • ocorre em função do gradiente de pressão parcial de vapor;
  • vai acontecer evaporação ou absorção de água de acordo com a diferença de pressão parcial de vapor de água entre a superfície da semente e o ar;
  • quanto menor a pressão de vapor do ar (mais seco o ar), mais rápido é o movimento de água da semente para o ar;
  • o movimento de água acontece até atingir o ponto de equilíbrio higroscópico.
  1. Movimento de água do interior para a superfície da semente:
  • momento em que o movimento de água da semente para o ar é lento.

Observe então que ao aumentar a temperatura do ar, a UR fica menor e a secagem é mais rápida.

Isso é verdade, porém dentro de certos limites que não causem danos às sementes.

Os danos provocados pela alta temperatura durante a secagem dependem do tempo em que a semente ficar exposta a essa temperatura e, também, do teor de água nas sementes.

Portanto, no início do processo de secagem, quanto maior for o teor de água na semente, menor deverá ser a temperatura. Conforme o processo de secagem avança a temperatura pode ser elevada.

Qual temperatura usar na secagem de sementes?

Para a maioria das espécies a secagem ocorre a:

Teor de água

Temperatura da semente

superior a 18%

até 32°C
entre 10 e 18%

até 38°C

inferior a 10%

até 43°C

Quais os métodos de secagem de sementes?

Podemos dividir os métodos de secagem em:

  • secagem natural;
  • secagem artificial.

Secagem natural

Definição: as sementes são secadas pela ação do vento e da energia calórica da luz solar.

Na secagem natural não há interferência de equipamentos elétricos para movimentar as sementes ou o ar de secagem.

Onde é feita:

  • terreiros;
  • tabuleiros.

Como é feita?

  1. As sementes são esparramadas nos terreiros ou tabuleiros;
  2. A medida que vão secando vão sendo movimentadas com rodos de madeira;
  3. Aumenta a espessura da camada de sementes;
  4. Sementes são amontoadas após certo período de tempo, podendo ser cobertas.

No início do processo deve-se atentar a não fazer uma camada muito fina com as sementes, pois se não pode haver temperaturas muito altas.

Secagem artificial

Definição: a movimentação das sementes e do ar de secagem é feita por equipamentos elétricos e/ou elétrico-eletrônicos.

Neste caso, a energia usada para a evaporação da água é proveniente da luz solar ou da queima de combustíveis.

Quais são os métodos de secagem artificial?

Dentre os métodos estão:

  • ar forçado sem aquecimento;
  • ar forçado com aquecimento suplementar;
  • ar quente forçado;
  • circuito fechado com dessecador;
  • secagem a vácuo;
  • secador infravermelho.

Conclusão

No texto de hoje você aprendeu sobre secagem de sementes, o que é equilíbrio higroscópico da semente e como isso interfere na temperatura de secagem da semente.

Vimos também quais são os valores de teor de água na semente de acordo com a temperatura e umidade relativa do ar.

No final você viu que o processo pode ser realizado pela secagem natural ou artificial.

Gostou do texto? Tem mais dicas sobre o processo de secagem de sementes? Adoraria ver o seu comentário abaixo!

Sobre a Autora: Ana Ligia Giraldeli. Engenheira Agrônoma formada na UFSCar. Mestra em Agricultura e Ambiente (UFSCar), Doutora em Fitotecnia (USP) e especialista em Agronegócios. Atualmente Professora da Colaboradora na UEL.

Para saber mais acesse Conecta Sementes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *